Arcos



Publicação detalhada
Artigo: IDENTIFICAÇÃO DO PERFIL DE USÚARIOS DE CRACK FREQUENTADORES DO AMBULATÓRIO DE ÁLCOOL E DROGAS DE UM MUNICÍPIO NO SUL DE MINAS GERAIS

Autor(es): Gleicy Apoliane Stephens

 

 Estudos mostram que, no Brasil, o consumo de drogas psicoativas tem aumentado entre os adolescentes, principalmente os mais jovens; o que tem causado aos mesmos uma série de problemas pessoais, familiares e sociais. Objetivo: Identificar o perfil do usuário de crack e adquirir maior conhecimento sobre a droga. Metodologia: Tratou-se de uma pesquisa quantitativa, foi aplicado um questionário, baseado no modelo The Addiction Severity Index (ASI). O estudo foi desenvolvido no ambulatório de álcool e drogas do município de Poços de Caldas, do qual participaram pacientes usuários de crack que se enquadraram nos critérios de inclusão e exclusão. Como critérios de inclusão foram considerados aqueles: maiores de 18 anos, orientados, que não ofereciam riscos, e que aceitaram participar do estudo. Exclusão: os que não aceitaram, os que estavam em abstinência da droga, os que ofereciam risco e os que não faziam parte da faixa etária determinada. Análise e Resultados: Os principais resultados apontaram para uma população de adultos/jovens, de cor/raça branca, com baixa escolaridade, com idade média de 21 a 28 anos, em situação de subemprego ou desempregado. Com relação ao tempo de tratamento prevaleceu de 1 a 6 meses, com 24 (80%) dos entrevistados, 12 (40%) relataram que estavam em tratamento pela primeira vez e 9 (30%) iniciaram o tratamento com 18 anos de idade. Todos os participantes apresentavam sintomas de abstinência, como: ansiedade, tremores, insônia, alucinações e relataram ter dificuldades em controlar, diminuir ou parar com a droga. 17 (56,3%) expressaram ter dificuldades de falar sobre seus sentimentos e 22 (73,3%) manifestaram sentimentos depressivos. Conclusão: Em base em nossos resultados concluímos que o enfermeiro tem um papel fundamental no tratamento do usuário, através do uso do relacionamento terapêutico, para ajudá-lo a desenvolver seu potencial e capacidade para enfrentar desafios.

 

Palavras-Chave: Enfermagem. Substância Psicoativa. Crack.



Local:

Data de publicação no site: 09/10/2012


Link do artigo completo: na PDF Document

  Av. Dom José Gaspar, 500 - Coração Eucarístico - Belo Horizonte - MG CEP 30535-901 - Telefone geral: (31)3319-4444