Arcos



Publicação detalhada
Artigo: EFEITO DA REPETIÇÃO INTENSIVA DA FACILITAÇÃO NEUROMUSCULAR PROPRIOCEPTIVA EM PACIENTES HEMIPARÉTICOS PÓS-AVE

Autor(es): PUC Poços de Caldas

 

RESUMO - Sandra Aparecida Dias e Luciana Auxiliadora de Paula Vasconcelos

 

Introdução: O voleibol é um dos esportes que mais cresceu nos últimos anos, devido aos resultados obtidos pelas seleções nacionais. Sua prática em escolas, clubes, escolinhas de treinamento vem crescendo, em função da procura dessa modalidade esportiva por crianças e adolescentes. Por um lado, o aumento da prática esportiva é benéfico por estar relacionado à melhora da saúde e da forma física, que é uma grande preocupação nos dias atuais. Por outro lado, com o aumento da prática esportiva pode ocorrer um aumento do número de lesões desportivas, o que torna fundamental o estudo das variáveis relacionadas ao risco de lesões na prática do voleibol Objetivo: Em função disto, este estudo teve como objetivo investigar a incidência de lesões em atletas de voleibol das cidades de Poços de Caldas - MG e de Pedralva - MG. Métodos: Participaram deste estudo 19 voluntárias, com idade entre 12 e 17 anos, atletas de voleibol feminino da Associação Atlética Caldense da cidade de Poços de Caldas e da Sociedade Amigos do Menor Pedralvense - SAMPE da cidade de Pedralva. Estas atletas responderam a um questionário elaborado especificamente para este estudo com questões sobre as principais lesões do voleibol. Resultados: Predominantemente as lesões ocorreram durante o treinamento (100%). Os dedos da mão foram a região mais acometida (63,15%), seguido das lesões de tornozelo (36,84%). Quanto à posição das atletas, a maior parte das lesões foi sofrida pelas atacantes (66,66%). Conclusão: A partir dos resultados obtidos neste estudo, é possível concluir que as atletas de voleibol juvenil feminino apresentam uma alta incidência de lesão. As principais lesões encontradas no estudo localizam-se no tornozelo, ombro, dedos da mão, punho e coluna vertebral. Sendo que, o principal segmento acometido foi o dedo da mão, e o tipo da lesão foi luxação e, em geral, a lesão ocorre durante os treinamentos. Sugere-se a realização de novos estudos para identificar ações preventivas nesse sentido e obter informações de causas mais específicas que causem as lesões.

 

Palavras chave: Acidente vascular encefálico, fisioterapia, reabilitação neurofuncional

 



Local:

Data de publicação no site: 05/10/2012


Link do artigo completo: na PDF Document

  Av. Dom José Gaspar, 500 - Coração Eucarístico - Belo Horizonte - MG CEP 30535-901 - Telefone geral: (31)3319-4444