Arcos



Publicação detalhada
Artigo: MOVIMENTO DE RETRAÇÃO EM MASSA DOS DENTES ÂNTERO-SUPERIORES ANCORADOS EM MINI-IMPLANTES: ALTERAÇÕES NOS TECIDOS GENGIVAIS E TECIDOS MOLES DA FACE

Autor(es): Flávio Rodrigo Vilaça

 

Aluno: Flávio Rodrigo Vilaça

Orientador: Prof. Élton Gonçalves Zenóbio

Co-orientador: Prof. Wellington Pacheco

Programa de Pós-graduação em Odontologia da PUC Minas

 

Resumo DA DISSERTAÇÃO:

Na ortodontia, apesar da grande evolução cientifica, as condições periodontais limitam e, até mesmo, impossibilitam o tratamento ortodôntico. A avaliação da saúde periodontal associada à quantidade e a qualidade da mucosa ceratinizada são fatores de grande relevância para a movimentação dentária, que, muitas vezes, são negligenciados durante o tratamento. Neste contexto, a presença de uma boa faixa de mucosa ceratinizada, assim como a manutenção da saúde periodontal na região em que ocorrerão as movimentações ortodônticas devem ser relacionados ao tratamento ortodôntico adequado. Casos tratados com extração de quatro ou de dois primeiros pré-molares devem ser muito bem escolhidos e levar em consideração o aspecto facial do paciente, principalmente, na visão do perfil. Planejamentos com diagnóstico impreciso, podem levar a escolha de mecânicas indevidas e empobrecimento da estética da face do paciente. O objetivo deste estudo foi avaliar as alterações da mucosa ceratinizada nos dentes ântero-superiores e as alterações dos tecidos moles da face, na retração em massa dos dentes ântero-superiores, em pacientes com má-oclusão de Classes I, II ou III de Angle, com necessidade de extrações dos primeiros pré-molares superiores. A forma de retração em massa dos dentes ântero-superiores foi realizada por mecânica de deslize com ancoragem ortodôntica em mini-implantes inseridos no espaço entre as raízes dos segundos pré-molares e primeiros molares superiores. As medidas periodontais avaliadas foram: altura de mucosa ceratinizada,espessura de gengiva marginal livre por vestibular e lingual e profundidade de sondagem por vestibular e lingual antes e após a retração por meio de sonda periodontal e paquímetro periodontal. Foram verificadas as alterações dos tecidos moles, em telerradiografias em norma lateral, de acordo com a variação do posicionamento do lábio superior e inferior pré e pós retração.

Resultados- Alterações periodontais - Encontrou-se uma diminuição da altura de mucosa ceratinizada durante a retração (p < 0,0001), não houve alterações na espessura de gengiva marginal livre por vestibular, por lingual houve um aumento das medidas (p < 0,01). A profundidade de sondagem aumentou após a retração, tanto por vestibular (p < 0,01) como por lingual (p < 0,01). Alterações de tecido mole - Houve uma retração estatisticamente significativa do lábio superior e do inferior que foi correlacionada com a retração do incisivo superior. A taxa de retração foi de 1:0,35 mm e 1:0,21mm para o lábio superior e inferior respectivamente.. Conclusões - As mudanças observadas no comportamento da altura da mucosa ceratinizada, não levam a limitação da técnica ortodôntica proposta. Estudos prospectivos com avaliação a longo prazo do tratamento e proservação após a finalização deverão ser realizados. Em relação às alterações de tecido mole, os resultados obtidos neste estudo vão de encontro aos achados na literatura, com uma retração do lábio superior de em média 2,8 mm e do inferior de 3,8 mm. A cada milímetro de retração do lábio superior é obtida uma retração de 0,35 mm do lábio superior e de 0,21 mm do lábio inferior.

 

Palavras-chave: Mini-implantes ortodônticos; retração de dentes; periodontia; mucosa ceratinizada, tecido mole; perfil facial.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Abstract

A healthy periodont is essential to teeth movement. In this way, a quantity of keratinized gingival before and after orthodontic treatment confirms this statement. But there isn’t a lot in the literature about this concept and if the presence or absence, or the extension of it height or it’s thickness are related to the periodontal condition or disease.

Cases that the malocclusion has the possibility of extraction of four first premolars must be watched out considering facial aspects of the patient, especially in profile view. Complex cases, that extraction must be doubtful, take the orthodontist to difficult choices that can, in the worst case, deteriorate the facial esthetic of the patient.

The aim of this study was to evaluate the changes in the keratinized gingiva and in the soft tissue of the face after the en masse retraction of the upper-anterior teeth with anchor unit in mini implants.

Results: The study found a decrease of the height of keratinized gingival during retraction (p< 0,0001).There wasn’t changes in the gingival thickness in the bucal face there was an increase in the lingual face (p < 0,01). The probing depth increased in the bucal and lingual face (p< 0,01).

There was a statistically significant retraction of the upper and lower lips related with the retraction of the upper and lower lips that was related with the retraction of the upper incisors. The retraction ratio was 1:0,35 mm and 1:0,21 mm for the upper and lower lips.

Conclusions: The changes found in the behavior of the height of the keratinized gingiva don´t take to a restraint of orthodontic techniques. Prospective studies must be done.

 

 

Key-words: orthodontic mini-implants; tooth retraction; periodontics; keratinized gingiva, soft tissue; facial profile.

 



Local:

Data de publicação no site: 10/09/2012


Link do artigo completo: na PDF Document

  Av. Dom José Gaspar, 500 - Coração Eucarístico - Belo Horizonte - MG CEP 30535-901 - Telefone geral: (31)3319-4444