Arcos



Publicação detalhada
Artigo: Hipersensibilidade alimentar em cães

Autor(es): Ana Carolina Gatti Vianna Gisele da Silva Alves Renata Araújo Silva Carvalho Renata de Fátima Belo

RESUMO
A hipersensibilidade alimentar canina é um distúrbio com manifestações cutâneas, não sazonal,associado à ingestão de ingredientes antigênicos encontrados na dieta, na maioria das vezes uma proteína de alto peso molecular. Tem patogênese pouco clara, mas sabe-se que ocorre devido às reações de hipersensibilidade do tipo I. A existência de predisposição racial é controversa, não existindo predisposição sexual e acomete cães com idade variando de seis meses a 11 anos de idade. Os sinais clínicos são muitas vezes variáveis e inespecíficos, sendo muito parecidos com os da dermatite atópica, o que dificulta muito o diagnóstico. Os cães apresentam prurido intenso, localizado ou generalizado, com pouca resposta à terapia com glicocorticóides. O diagnóstico da doença é muito difícil, uma vez que não existem exames complementares específicos para a sua confirmação. Diante disso, este é realizado através do teste de dieta de eliminação, que é considerado como teste “padrão-ouro”. O principal desafio no tratamento da hipersensibilidade alimentar é educar e orientar o proprietário, uma vez que o animal alérgico deve se alimentar somente com ração hipoalergênica ou dieta caseira receitada pelo veterinário. O presente trabalho tem como objetivo fazer uma revisão de literatura sobre essa doença.
Palavras chave – Hipersensibilidade alimentar, imunoglobulina E, dieta, alérgeno



Local: Medicina Veterinaria PUC MINAS - Betim

Data de publicação no site: 26/11/2013


Link do artigo completo: HIPERSENSIBILIDADE ALIMENTAR EM CÃES PDF Document

  Av. Dom José Gaspar, 500 - Coração Eucarístico - Belo Horizonte - MG CEP 30535-901 - Telefone geral: (31)3319-4444