Arcos



Publicação detalhada
Artigo: Avaliação motora em bebês com fissura lábiopalatina

Autor(es): Fabiane Ramos1; Michelle Zeferino1 ;Paula Silva1; Rosiane Souza1; Sandra Filgueiras2

AVALIAÇÃO MOTORA EM BEBÊS COM FISSURA LÁBIOPALATINA

Fabiane Ramos1; Michelle Zeferino1 ;Paula Silva1;

Rosiane Souza1; Sandra Filgueiras2


 

1 Alunos do 10º período de Fisioterapia da PUCBH

2 Professora do Departamento de Fisioterapia da PUC – BH


 

Introdução: A fissura labiopalatina (FLP) é a deformidade craniofacial de maior prevalência mundial e pode afetar lábios, nariz, região alveolar e palato. No Brasil, estima-se que 1/1000 nascidos vivos seja portador de FLP, ocasionando alterações dentais, faciais, psicossociais auditivas e da fala. A integridade e o funcionamento adequado dos órgãos responsáveis por estas duas últimas funções são pré-requisitos para garantir a aquisição de linguagem, que é parte integrante do processo de desenvolvimento neuropsicomotor infantil . Além destas alterações, os fatores de risco como nascimento pré-termo, baixo peso corporal, tipos de fissura e presença de síndromes e ou malformações, interferem no ritmo e padrão motores durante o primeiro ano de vida. Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar o desenvolvimento motor em bebês com FLP, correlacionando-o às variáveis como idade gestacional, peso corporal, tipos de fissura, alterações de fala, alterações de audição e presença de síndromes e ou malformações. Metodologia: estudo observacional longitudinal do tipo coorte prospectivo com busca às bases de dados Pubmed, Bireme, Lilacs, PEDro , Cochrane e Portal Capes. Descritores: Escala Motora Infantil de Alberta , desenvolvimento motor, fissura labiopalatina , desenvolvimento da fala, distúrbios da audição, e suas respectivas traduções em língua inglesa e espanhola. As variáveis estudadas foram a idade gestacional, o peso corporal, alterações da fala e audição, presença de síndromes e/ou outras malformações. Obteve-se os dados através de consulta aos prontuários do Centro de Tratamento e Reabilitação de Fissuras Lábiopalatais e Deformidades Crâniofaciais (CENTRARE) do Hospital da Baleia, em Belo Horizonte, elaborados no período de 2009 a 2011. A presença ou não de atraso no desenvolvimento motor foi verificada através da escala desenvolvimental ALBERTA INFANT MOTOR SCALE (AIMS). Os dados foram analisados usando o pacote estatístico S.P.S.S. versão 20.0, de onde se obteve resultados descritivos da amostra avaliada. Critério de inclusão: pacientes com FLP admitidos na unidade de atendimento. Critérios de exclusão: crianças que não possuíam FLP, avaliação da AIMS e prontuários completos. Conclusão: Bebês com FLP apresentam alto índice de alerta e atraso para o desenvolvimento motor. Devido à carência de estudos acerca do desenvolvimento motor em bebês com FLP, e pelo fato de ser uma anomalia de freqüência considerável na população, faz-se necessário uma investigação minuciosa e precoce dos fatores que possam estar relacionados ao desenvolvimento motor atípico. Nesse contexto, é fundamental a intervenção precoce multidisciplinar no que se refere ao desenvolvimento destes lactentes, minimizando as conseqüências decorrentes de possíveis atrasos no desenvolvimento motor.

Palavras-Chave: idade gestacional. peso corporal. alterações da fala. alterações da audição. presença de síndromes e/ou outras malformações.



Local: FISIOTERAPIA PUC MINAS CORAÇÃO EUCARÍSTICO

Data de publicação no site: 08/10/2013

  Av. Dom José Gaspar, 500 - Coração Eucarístico - Belo Horizonte - MG CEP 30535-901 - Telefone geral: (31)3319-4444